Trabalhadores participam de curso sobre segurança na manipulação de agrotóxicos

Dez profissionais do agronegócio e trabalhadores rurais da região participaram de um curso de qualificação sobre a NR 31, especificamente o NR 31.8 sobre os riscos das atividades ligadas à manipulação de agrotóxicos. O curso é oferecido por meio de uma parceria entre o Sindicato Rural de Sorriso, Sistema FAMATO/ SENAR – Sistema de Aprendizagem Rural e o CAT – Clube Amigos da Terra.

Entre o conteúdo programático esteve a legislação e normas de segurança e saúde, formas de exposição aos agrotóxicos, aquisição, transporte, segurança no trabalho, meios de aplicação, procedimentos no uso de EPI, destinação correta de embalagens vazias de agrotóxicos, a preservação do meio ambiente de maneira correta, entre outros.

O instrutor foi o engenheiro agronômico e especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Roberto Correia Centeno que falou como foi o curso, destacando a importância para que os trabalhadores compreendam a necessidade de manipular adequadamente os produtos e estarem aptos a entender as principais informações nos rótulos e bulas e o descarte correto das embalagens. “Esse curso é voltado a todos os trabalhadores rurais que tenham contato direto ou indireto com os agrotóxicos, teve a duração de 24 horas com um conteúdo programático relativo a toda parte de segurança na aplicação de agrotóxicos, princípios ativos como são aplicados na lavoura e os cuidados que o trabalhador deve ter na atividade dele”.

Os trabalhadores irão aplicar na prática toda a teoria obtida no curso “Esse é o objetivo, toda parte teórica que a gente apresenta com esse conteúdo programático ministrado nesse período e depois o aluno, lá no campo ele tem a oportunidade de pôr em prática esse conhecimento e informações apresentadas no curso”.

Ao término do curso, o trabalhador estará apto a prevenir acidentes de intoxicação com agrotóxicos, com base nas determinações da Norma Regulamentadora 31 (NR-31, do Ministério do Trabalho). “Procurar aplicar com base na legislação conhecida, toda parte dos EPI, cuidados com o meio ambiente para não poluir e contaminar e cuidados na parte da aplicação com a dosagem dos produtos para não haver a contaminação dos alimentos com um grau acima do limite”.

Colaboradores de fazendas e empresas ligadas ao setor rural, que trabalham na manipulação, aplicação, armazenagem e transporte de defensivos agrícolas e agrotóxicos de uma maneira geral foram capacitados neste curso. Também participaram do treinamento, trabalhadores das propriedades que integram o projeto Gente que Produz e Preserva. O trabalhador Glaison Juliano Neves ressaltou a importância do curso. “Foi importância muito grande para saber sobre a segurança para o meio ambiente e a segurança da gente, saber o jeito correto de utilizar os agrotóxicos”.

E o Anderson Fernando falou que aprendeu muitas coisas novas. “O curso veio para agregar mais conhecimento para a gente estar se aperfeiçoando mais da segurança, como se proteger e usar os EPIs, aprendi coisas novas como ler os rótulos dos agrotóxicos, evitar se contaminar, muitas coisas”.

Para saber mais sobre os projetos desenvolvidos pelo CAT Sorriso acesse o site: www.catsorriso.com.br. O CAT fica localizado em sala anexa ao Sindicato Rural, na Rua Marginal Esquerda, 1415. Fone: 3544-3379.

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: