CAT Sorriso recepciona alunos e professoras da Escola Municipal Papa João Paulo II na Vitrine Tecnológica da Fazenda Santa Maria da Amazônia

No último 20/08, os alunos do 7º ano A e B, juntamente com os professores das disciplinas de Geografia, Ciências e Matemática, coordenadora Aleximara e a orientadora Marlete foram recepcionados pelo CAT – Clube Amigos da Terra de Sorriso para realização de uma aula de campo na Vitrine Tecnológica de Reposição Florestal, localizada na Fazenda Santa Maria da Amazônia, em Sorriso/MT.

O objetivo da aula de campo foi mostrar aos alunos o que está sendo estudado em sala de aula durante o 2º bimestre e que terá continuidade no 3º bimestre da Escola Municipal Papa João Paulo II. Conforme relatou a professora de Geografia Maria Anselmo da silva Ruaro, foram abordados temas como: “O espaço rural, e ao mesmo tempo o Agronegócio, monocultura, tecnologias no campo pecuária e a vegetação

Ela avaliou muito positivamente a oportunidade dos alunos irem a esta aula de campo “Esta visita foi de suma importância para os discentes onde puderam constatar a teoria com a realidade que vivemos em nosso município, quanto à produção agrícola. Observamos nesta vitrine como o espaço rural contribui na economia do município, estado e país. Fomos informados que a fazenda produz soja, milho, algodão, milheto, feijão e na pecuária destaca-se com a criação de bovino, equino, ovino e caprino. Visitamos a área de reflorestamento, observando uma variedade de plantas nativas e a recuperação de uma nascente”.

Também contou a reação dos alunos, que ficaram muito entusiasmados com tudo o que puderam conhecer “As expectativas dos alunos foi atendida, todos ficaram encantados com o que viram e puderam sentir e fazer parte por uns momentos de algo muito complexo. Todos adoraram”.

A professora de Ciências, Mirian Carolina Belle Posser destacou que a aula de campo ajuda na fixação dos conteúdos trabalhados em sala: “Nós do CAT sempre fizemos esse trabalho, não só com relação a levar alunos para nossa Vitrine Tecnológica, mas também sobre o incentivo do Plantio Direto, que é uma maneira extraordinária de conservação do solo, evitando a erosão, preservação dos nossos rios, que estavam sendo assoreados. Enfim, são diversas medidas que estamos tomando, como o reflorestamento de cabeceiras das nascentes de água. Desde que começamos trabalhar, o CAT já reflorestou mais de 2.000 hectares e isso é um grande avanço”.

O produtor rural, proprietário da Fazenda Santa Maria e fundador do CAT, Darcy Getúlio Ferrarin falou sobre a importância da visita de estudantes à Vitrine Tecnológica do Projeto Sorriso Vivo. E frisou que é preciso mudar a concepção que se tem sobre o produtor rural brasileiro, tido como vilão para o meio ambiente. “Nós ficamos muito felizes em trazer as crianças para explicar para elas sobre a importância da preservação ambiental, isso deveria ser matéria obrigatória de escola. Precisamos mudar a cultura do povo brasileiro, porque se nós não tivermos meio ambiente, não há vida. Acredito que esses alunos que hoje estão tendo a oportunidade de irem até a nossa Vitrine Tecnológica e ver o que está se fazendo em questões de preservação é extremamente importante. Eu acredito que precisamos de uma nova cultura e nova mentalidade sobre o produtor. Porque o produtor brasileiro está cuidando, está preservando, se preocupando com as questões ambientais, principalmente no que se refere à água potável. O Brasil tem um compromisso muito grande, pois temos 12% da água potável do mundo. Isso é um bem muito mais valioso, que o ouro ou diamante, isso tem que ser preservado. Mas para isso, é preciso uma conscientização de toda sociedade”.

Finalizou ressaltando trabalho desenvolvido pelo CAT Sorriso. “Nós do CAT sempre fizemos esse trabalho, não só com relação a levar alunos para nossa Vitrine Tecnológica, mas também sobre o incentivo do Plantio Direto, que é uma maneira extraordinária de conservação do solo, evitando a erosão, preservação dos nossos rios, que estavam sendo assoreados. Enfim, são diversas medidas que estamos tomando, como o reflorestamento de cabeceiras das nascentes de água. Desde que começamos trabalhar, o CAT já reflorestou mais de 2.000 hectares e isso é um grande avanço”.

Para saber mais sobre os projetos do CAT Sorriso, acesse a página: www.catsorriso.com.br. Ligue: 3544 – 3379, ou vá até o CAT que fica localizado na Rua Marginal Esquerda em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso.

No último 20/08, os alunos do 7º ano A e B, juntamente com os professores das disciplinas de Geografia, Ciências e Matemática, coordenadora Aleximara e a orientadora Marlete foram recepcionados pelo CAT – Clube Amigos da Terra de Sorriso para realização de uma aula de campo na Vitrine Tecnológica de Reposição Florestal, localizada na Fazenda Santa Maria da Amazônia, em Sorriso/MT.

O objetivo da aula de campo foi mostrar aos alunos o que está sendo estudado em sala de aula durante o 2º bimestre e que terá continuidade no 3º bimestre da Escola Municipal Papa João Paulo II. Conforme relatou a professora de Geografia Maria Anselmo da silva Ruaro, foram abordados temas como: “O espaço rural, e ao mesmo tempo o Agronegócio, monocultura, tecnologias no campo pecuária e a vegetação”

Ela avaliou muito positivamente a oportunidade dos alunos irem a esta aula de campo “Esta visita foi de suma importância para os discentes onde puderam constatar a teoria com a realidade que vivemos em nosso município, quanto à produção agrícola. Observamos nesta vitrine como o espaço rural contribui na economia do município, estado e país. Fomos informados que a fazenda produz soja, milho, algodão, milheto, feijão e na pecuária destaca-se com a criação de bovino, equino, ovino e caprino. Visitamos a área de reflorestamento, observando uma variedade de plantas nativas e a recuperação de uma nascente”.

Também contou a reação dos alunos, que ficaram muito entusiasmados com tudo o que puderam conhecer “As expectativas dos alunos foi atendida, todos ficaram encantados com o que viram e puderam sentir e fazer parte por uns momentos de algo muito complexo. Todos adoraram”.

A professora de Ciências, Mirian Carolina Belle Posser destacou que a aula de campo ajuda na fixação dos conteúdos trabalhados em sala: “A visita que nós fizemos à fazenda foi para reforçar os conteúdos já trabalhados em sala de aula. Estamos estudando os vegetais com os 7ºs anos. Esta aula de campo contribui para que eles compreendam melhor as partes dos vegetais, como também a importância deles no meio ambiente. E a questão da dispersão das sementes através dos animais e pelo vento. Os alunos gostaram muito pois tiraram muitas dúvidas e questionaram muito. Temos a intenção de fazer mais visitas em uma nova oportunidade”.

O produtor rural, proprietário da Fazenda Santa Maria e fundador do CAT, Darcy Getúlio Ferrarin falou sobre a importância da visita de estudantes à Vitrine Tecnológica do Projeto Sorriso Vivo. E frisou que é preciso mudar a concepção que se tem sobre o produtor rural brasileiro, tido como vilão para o meio ambiente. “Nós ficamos muito felizes em trazer as crianças para explicar para elas sobre a importância da preservação ambiental, isso deveria ser matéria obrigatória de escola. Precisamos mudar a cultura do povo brasileiro, porque se nós não tivermos meio ambiente, não há vida. Acredito que esses alunos que hoje estão tendo a oportunidade de irem até a nossa Vitrine Tecnológica e ver o que está se fazendo em questões de preservação é extremamente importante. Eu acredito que precisamos de uma nova cultura e nova mentalidade sobre o produtor. Porque o produtor brasileiro está cuidando, está preservando, se preocupando com as questões ambientais, principalmente no que se refere à água potável. O Brasil tem um compromisso muito grande, pois temos 12% da água potável do mundo. Isso é um bem muito mais valioso, que o ouro ou diamante, isso tem que ser preservado. Mas para isso, é preciso uma conscientização de toda sociedade”.

Finalizou ressaltando trabalho desenvolvido pelo CAT Sorriso. “Nós do CAT sempre fizemos esse trabalho, não só com relação a levar alunos para nossa Vitrine Tecnológica, mas também sobre o incentivo do Plantio Direto, que é uma maneira extraordinária de conservação do solo, evitando a erosão, preservação dos nossos rios, que estavam sendo assoreados. Enfim, são diversas medidas que estamos tomando, como o reflorestamento de cabeceiras das nascentes de água. Desde que começamos trabalhar, o CAT já reflorestou mais de 2.000 hectares e isso é um grande avanço”.

Para saber mais sobre os projetos do CAT Sorriso, acesse a página: www.catsorriso.com.br. Ligue: 3544 – 3379, ou vá até o CAT que fica localizado na Rua Marginal Esquerda em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso.

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: