Escolas selecionam trabalhos para final de concurso sobre reciclagem de lixo

Falta pouco para que sejam conhecidos os vencedores do concurso “Lixo no capricho: recicle com responsabilidade”, promovido pelo Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso), em parceria com a secretaria municipal de Educação e Cultura (SEMEC). Os trabalhos finalistas foram selecionados pelas escolas participantes e agora serão avaliados por uma comissão julgadora que levará em consideração a originalidade, a criatividade, o uso de materiais reciclados e a funcionalidade dos projetos expostos.

Utensílios, porta brinquedos, porta livros, jogos pedagógicos, uma infinidade de trabalhos diversificados. Tudo feito com materiais que iriam para o lixo. “Esse é um assunto que merece a atenção de todos nós. Precisamos envolver as crianças para que elas aprendam desde cedo que existem inúmeros materiais que podem ser separados, reciclados e reutilizados, isso diminui a quantidade de lixo que vai para os aterros sanitários”, disse a secretária executiva do CAT, Lenira Arsego.

Para auxiliar os professores, o CAT disponibilizou a cartilha “Amigos da Terra”. O material serviu para incentivar o desenvolvimento de trabalhos com soluções sustentáveis para cuidados e atitudes positivas a favor do meio ambiente, dando destaque ao reaproveitamento dos materiais recicláveis na confecção de materiais criativos, que servirão de instrumentos para enriquecer as aulas, facilitando assim, o processo de ensino e aprendizagem. A Cartilha Amigos da Terra, está na quinta edição e é um material pedagógico distribuído gratuitamente. Dez escolas se inscreveram no concurso que envolveu mais de 1.300 alunos em nove escolas minicpais, sendo elas: Caravágio, Aureliano Pereira da Silva, Boa Esperança, Francisco Donizete de Lima, Gente Sabida, Leôncio Pinheiro da Silva, Papa João Paulo II, São Domingos, Professora Matilde L. Z. Gomes e ainda a Associação Mãezinha do Céu que trabalha no contra turno com crianças de sete a quatorze anos de idade.

Para a secretária de Educação e Cultura, Lúcia Korbes Drechesler, o tema proposto pelo CAT é de suma importância para a complementação do ensino escolar. “Todo conhecimento sobre a educação ambiental é bem-vindo e necessário para as crianças em idade de formação”, afirmou a secretária.

Os alunos das três turmas vencedoras serão premiados com uma ida ao cinema. Já os professores e coordenadores responsáveis pelas turmas receberão certificado de participação com carga horária de 120 horas.

Os trabalhos finalistas estão expostos no saguão de entrada da sede do CAT, anexo ao Sindicato Rural de Sorriso. O resultado final do concurso será anunciado na semana que vem em data e local a ser definido pelos organizadores.

o projeto de educação ambiental Sorriso Vivo tem o apoio do WWF Brasil, ADM, Prefeitura Municipal através da secretaria de Educação e Cultura.

Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: