Criada em Sorriso Associação de Produtores Orgânicos

Depois de receber a declaração do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) que autoriza a venda direta de produtos orgânicos, produtores de Sorriso (MT) deram um novo passo: criaram a Associação de Produtores Orgânicos de Sorriso, a APOS.

A associação, formada por produtores, acadêmicos e técnicos, tem como objetivos capacitar as pessoas que participam diretamente da produção orgânica de alimentos, ajudar na divulgação e comercialização dos produtos e aproximar o consumidor do agricultor familiar.

O grupo também pretende buscar recursos financeiros municipais, estaduais, federais e privados para melhorar a cadeia produtiva; elaborar e executar projetos que tenham como objetivo apoiar a produção sustentável, divulgação e aproximação dos consumidores com os produtos da agricultura familiar prioritariamente de seus associados.

Para arcar com os custos da formalização e da auditoria para certificação, o grupo está organizando um jantar marcado para o dia 15 de setembro, no Centro de Convivência da 3 Idade. “Decidimos fazer uma macarronada para arrecadar recursos para os custos que teremos no cartório. Além disso teremos despesas com as auditorias de certificação. Na ocasião também faremos o sorteio de uma cesta de produtos orgânicos”, garantiu a presidente da APOS, Marecilda Ludwig Carvalho.

Os produtores que formam a Associação dos Produtores Orgânicos de Sorriso (APOS) são os primeiros a produzirem orgânicos no município. Eles fazem parte do projeto Gente que Produz e Preserva do Clube Amigos da Terra, o CAT Sorriso, que tem como objetivo incentivar boas práticas na agricultura familiar. Os pequenos produtores recebem assistência técnica e aprendem conceitos da agroecologia como a rotação de cultura e a compostagem.

Mensalmente os integrantes do projeto se reúnem para receber assistência técnica de consultores do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso, o Sebrae-MT e de técnicos do CAT. A ideia é que os produtores avancem para sistemas mais produtivos e sustentáveis e ainda potencializem os seus negócios.

O próximo desafio da Associação dos Produtores Orgânicos de Sorriso (APOS) é a certificação por auditoria. Neste caso as propriedades passam por inspeções, seguindo procedimentos básicos estabelecidos por normas reconhecidas internacionalmente e, claro, adequadas à legislação brasileira. Com a certificação os alimentos terão um padrão de embalagens e um selo que garante a procedência orgânica podendo com isso ser vendidos aos supermercados de Sorriso e região e para a merenda escolar.

Para a secretária executiva do CAT, Lenira Arsego, a produção orgânica é resultado de muito trabalho e dedicação dos produtores. “Há três anos começamos o processo de conversão da produção convencional para a orgânica. Ver os alimentos sendo produzidos sem uso de produtos químicos é uma vitória. E essa é uma tendência mundial”.

A intenção do CAT é ampliar o número de produtores dispostos a produzir alimentos orgânicos.

O projeto “Gente que Produz e Preserva”, do Clube Amigos da Terra, o CAT, é desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-MT) com apoio da WWF Brasil.

Contato

Produtores que queiram fazer parte do projeto podem entrar em contato com o Clube Amigos da Terra pelo telefone (66) 3544-3379. Informações também podem ser obtidas pessoalmente no CAT que fica na sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso.
Visite também o nosso site www.catsorriso.com.br

Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: