Novas propriedades são certificadas através do projeto Gente que Produz e Preserva

De toda a soja que vai sair do campo na região médio norte de Mato Grosso cerca de 120 mil toneladas serão de propriedades certificadas pela RTRS (Mesa Redonda da Soja Responsável) através do Clube Amigos da Terra, o CAT Sorriso.

Os grãos vão sair de dezessete fazendas que juntas somam 53.187 hectares. As primeiras propriedades foram certificadas em setembro do ano passado. Elas continuam no processo e hoje (01.12), no auditório do Sindicato Rural de Sorriso, outras 8 fazendas receberam o documento que comprova que os produtores rurais são comprometidos com o plantio sustentável da soja no mundo.

Pelo sistema, cada tonelada certificada dá direito a um crédito que pode ser negociado na plataforma da RTRS. Os créditos dos produtores de Sorriso foram negociados em 2015 por US$ 2,75 e somaram mais de meio milhão de reais.

No grupo dos novos agricultores certificados está o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Luimar Luiz Gemi. “Aderimos o projeto do CAT porque entendemos a importância da produção responsável. Temos que ser defensores das atitudes corretas e na minha propriedade todos os funcionários aceitaram e contribuíram para que a gente alcançasse a certificação, não visando exatamente a bonificação mas sim em estar adequado a legislação trabalhista e ambiental”, concluiu o presidente.

A produtora rural, Giseli Sartori Bertuol, é do primeiro grupo certificado. Ela conta que muita coisa melhorou na fazenda São Marcos desde que decidiram entrar no projeto. “Nos adequamos a questões trabalhistas e com as mudanças na propriedades melhoramos as condições de trabalho tanto para os funcionários como para nós produtores”.

Para a diretora de sustentabilidade do CAT, Cynthia Moleta Cominesi, o produtor rural já entendeu a importância da certificação. “Fizemos uma pesquisa de satisfação e o resultado foi muito bom o que justifica o crescimento do número de participantes do projeto. Eu tenho certeza que depois da comercialização da soja desse grupo, novos produtores vão nos procurar e juntos vamos conseguir alcançar nossa meta de certificar mais 200 mil hectares até 2018”, disse confiante a diretora.

As fazendas certificadas são: Jaborandi, São Felipe, Dakar, São Marcos, Santana, Videirense, Cella, Berrante de Ouro, Santa Maria da Amazônia, Pluma, Pedra, Alegria, Nossa Senhora da Salete, Santo Antonio, Gamada, Soledade e Pinhal.

O projeto “Gente que Produz e Preserva”, do Clube Amigos da Terra, o CAT, está sendo desenvolvido em parceria com a WWF Brasil, Bel, Solidariedad e IDH.

Contato:

O Clube Amigos Da Terra está aberto para receber novos produtores interessados em fazer parte do Projeto Gente que Produz e Preserva. O CAT fica no segundo piso do Sindicato Rural de Sorriso e o telefone de contato é o (66) 3544-3379.

Visite também o nosso site www.catsorriso.com.br nele é possível conhecer o projeto e ter acesso ao guia passo a passo parasse tornar um produtor de soja RTRS.

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: