[rl_gallery id="3464"]

Pequenos produtores rurais do assentamento Jonas Pinheiro, o Poranga, integrantes do Projeto de Agroecologia, tem agora um novo aliado no trabalho com a terra.

O Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) adquiriu e forneceu, a título de comodato, um motocultivador para os integrantes do projeto “Agroecologia”.

O equipamento serve exclusivamente para o preparo do solo onde serão cultivadas hortaliças orgânicas. Ao todo cinco produtores fazem parte do projeto e terão direito a utilizar o equipamento por um ano.

Para fazer os canteiros, o motocultivador é conduzido pelo produtor rural e funciona a diesel. “Vai ser um excelente instrumento de trabalho para os assentados que sofrem com a falta de mão de obra”, explicou a diretora de sustentabilidade Cynthia Moleta Cominesi.

Os pequenos produtores se responsabilizaram em arcar com os custos do combustível, cuidar e realizar a manutenção do equipamento quando necessário.

Para a dona Maria Aparecida dos Santos que trabalha com o pai, Expedido dos Santos, no sítio Nossa Senhora Aparecida, o equipamento veio em boa hora. “Não teríamos condições de comprar um equipamento como esse e fazer tudo na enxada estava demandando muito tempo”, afirmou dona Maria.

O conceito de Agroecologia faz parte do projeto “Gente que Produz e Preserva” do Clube Amigos da Terra, o CAT Sorriso. Além do sítio Nossa Senhora Aparecida, do Sr. Expedito dos Santos, onde fica a Unidade Demonstrativa (UD) e foi montada uma vitrine agroecológica, o projeto agora foi expandido para outras 4 chácaras. A intenção é incentivar os pequenos produtores a utilizar boas práticas no campo. Toda a assistência aos integrantes do projeto é feita por técnicos do CAT e consultores do Sebrae, o Serviço Brasileiro de Apoio ás Micro e Pequenas empresas, parceiro do projeto.

O projeto conta com o apoio da WWF Brasil, Solidariedad, IDH e Bel.

Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: