Representante da WWF Brasil visita uma das propriedades inscritas no projeto “Gente que Produz e Preserva”

Na região maior produtora de soja do mundo, cada dia mais é possível perceber que produção e preservação podem sim andar juntas. A realidade foi vista de perto pelo novo coordenador de programa de Agricultura e Meio Ambiente da WWF Brasil, Edegar de Oliveira Rosa. No cargo há 15 dias, Edegar veio a Sorriso acompanhar o andamento do projeto “Gente que Produz e Preserva” do Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) que tem o apoio de várias entidades, entre elas, a WWF Brasil.

O projeto trabalha com o pequeno e o grande produtor com o mesmo objetivo: avançar para sistemas mais produtivos e sustentáveis e ainda potencializar a atividade agrícola.

Depois da parte teórica, Edegar de Oliveira Rosa, acompanhado da coordenadora do projeto, Cynthia Moleta Cominesi, foi até a fazenda Santa Maria da Amazônia, uma das 9 inscritas voluntariamente no projeto. Lá foi possível perceber mudanças importantes no que diz respeito ao cumprimento das legislações ambientais e trabalhistas. “Esse projeto do CAT Sorriso é muito importante, porque a gente está criando uma referência que pode ser aplicada em propriedades de todo o país”, afirmou o coordenador da WWF. Ele explica ainda que a entidade (WWF) que atua mundialmente em defesa da natureza não é contra a produção e nem pretende conter o desenvolvimento agrícola. “A gente vê que tem uma série de produtores engajados em melhorar seus sistemas de produção, com técnicas mais eficiente, produzindo mais, com menos recursos e preservando o meio ambiente”.

O representante da WWF Brasil elogiou o trabalho desenvolvido pelo CAT e disse que a Associação tem hoje, capacidade e estrutura para tocar o projeto sozinha. “O CAT está desenvolvendo um excelente trabalho. Esse bom relacionamento com os agricultores é essencial para a implantação desse e outros projetos que ainda estão por vir”, disse Rosa.

Para a coordenadora do projeto “Gente que Produz e Preserva”, Cynthia Moleta Cominesi, os elogios são sempre bem vindos e servem para dar ainda mais animo no trabalho junto aos produtores. “Isso mostra que estamos indo no caminho certo e cumprindo o nosso papel”, comemorou Cominesi.

Fazendas Inscritas:

Também fazem parte do Projeto “Gente que Produz e Preserva” as fazendas Jaborandi, São Felipe, Dakar, São Marcos, Santana, Videirense, Cella e Berrante de Ouro (que juntas totalizam 21.500 hectares).

Apoio:

Além da WWF Brasil, o projeto tem o apoio da Solidariedad, IDH e Bel.

Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: